aprecieoabstrato.

escrevendo eu falo pra caralho! :(:

Previous Entry Share Next Entry
-
atreveteconmigo
Você cai, se machuca. Desce do salto de cristal e coloca um tênis velho, troca o vestido por uma camisa desbotada qualquer. Acabou a história, o rumo, o sentido, a vontade. O amor se torna conversa de boteco, entre um copo ou outro, nada funciona do jeito correto - ilusão nos sentidos que só servem pra fazer música ruim, e poesia barata. Até que você inventa um amor que te inventa, só pra distrair, pra inspirar. Um amor pra transbordar, abraçar, sorrir, e talvez te fazer cantar. Aonde estava essa felicidade. Será que é a tal felicidade? Você pensa e a imaginação te prende, mas não preenche, ninguém compreende que você só precisa de um colo, um ombro, uma realidade que caiba cada sonho que parece cada vez mais distante. A vida vai seguir independente da sua escolha. E não importa, nada importa, um belo jardim ou uma plantação de caralho, um mar de ofensas ou um belo café da manhã na cama, flores perfumam ou flores que machucam com seus espinhos pontiagudos. Cadê o sentido de estar quando nada está aonde deveria estar? O salto ainda parece bonito, mas o Allstar batido é mais confortável. Então você pendura as dores no varal esperando que elas evaporem em uma tarde de verão qualquer. Quanto vale a esperança quando nenhum olhar traz confiança? Uma fábula macabra que chamamos de vida.
Tags: , ,

?

Log in

No account? Create an account